Menu


 

(83) 98109-8149

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Estudante de 19 anos é sequestrado ao chegar em casa e tem carro roubado no Sertão da Paraíba

27 JUN 2016
27 de Junho de 2016

 O caso só se tornou público na manhã deste sábado (25), quando registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia da cidade sertaneja. Confira tudo aqui!

Estudante é sequestrado no Sertão da Paraíba

O estudante Adalto Vieira Dias Junior, de 19 anos, foi abordado e sequestrado por três criminosos, no final da noite da última essa quinta-feira, 24, no momento que guardava o carro na garagem de sua casa, que fica na Rua Santos Dumont, esquina com a Santo Antônio, no centro deItaporanga. O caso só se tornou público na manhã deste sábado (25), quando registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia da cidade.

Armados e de cara limpa, os criminosos tomaram o veículo do jovem (um Fiat Uno 2012, placa NQD-7723) e o obrigaram a entrar em outro carro, um Fiat Uno vinho, que estava em poder dos bandidos. Sequestrado na porta de casa, o rapaz foi levado pela BR-361 até próximo ao triângulo de acesso a Coremas, onde foi deixado. “Eles mandaram eu descer e disseram que não olhasse para traz, mas percebi que retornaram em direção a Itaporanga”, disse o rapaz no momento que aguardava atendimento na manhã deste sábado (25) na delegacia de Itaporanga.

A vítima disse também que, durante o tempo que ficou em poder dos criminosos, eles fizeram várias perguntas sobre sua vida, inclusive se era filho de policial. O rapaz é filho do Cabo Adalto, já falecido, mas não revelou isso, temendo alguma represália. “Eles diziam que estavam em uma missão e precisavam do meu carro, mas não iriam fazer nada comigo”, comentou Adalto, que seguiu de pé até a cidade de Piancó, onde pediu ajuda a frentistas de um posto de combustível.

Policiais militares foram acionados e pegaram os dados pessoais do jovem, além de informações sobre o fato, mas disseram que não podiam fazer nada, porque já havia passado algum tempo da ocorrência, e orientaram a vítima a pegar uma carona e voltar para casa. Já era madrugada e Adalto ficou no meio da rua, mas um popular, sensível à situação do rapaz, resolveu deixá-lo em casa.

Além do carro, o jovem ficou sem os documentos pessoais, que estavam dentro do veículo levado pelos criminosos.

Fonte WSCOM

Voltar
Tenha também o seu site. É grátis!